domingo, 20 de Novembro de 2011

Sacavenense-Real deu empate

13/11/2011

SACAVENENSE-Carlos Gomes; Pedro Marques, Diogo, Vilela e Bebé; Sandro, Armindo (cap.), Amaral e Rodrigo; Godinho e Cacito. Tr. Luís Silva




REAL-André Martins; Miguel Gonçalves, Bruno Lourenço, Dino (cap.) e Wilson; Kikas, Michael, Ladeiras e Amar; Alcides e Hélder Monteiro. Tr. José Marcos






Num jogo equilibrado que não teve oportunidades de perigo durante os primeiros minutos, o Real chegou ao golo aos 19’, num lance em que a bola chega ao fundo das redes após um lançamento lateral e depois de ser cabeceada por quatro jogadores. Raro! Na resposta, Bebé marca um livre que Dino desvia para a baliza mas André Martins defende. Aos 25’, por lesão, Sandro é substituído por Salvador. Seis minutos depois, livre de Amaral e Diogo cabeceia para defesa de André Martins. O Sacavenense procurava o empate. Pouco depois, Rodrigo (Sacavenense) remata forte, mas de muito longe e ao lado. Aos 35’, Amaral remata à figura do Guarda Redes do Real. Pouco depois, o irrequieto Salvador vê o primeiro amarelo. O Real concedia a iniciativa do jogo ao Sacavenense que não criava lances de perigo. Para a segunda parte, Luís Silva troca o capitão Armindo e faz entrar o jovem Paulo Neves. Aos 50’, três cantos consecutivos favoráveis à equipa da casa. Cinco minutos depois, Salvador remata de longe à figura de André Martins. Aos 60’, José Marcos troca Amar por Tiago Gonçalves. No minuto seguinte, surge o golo do Sacavenense. Cacito antecipa-se a Wilson e faz o golo do empate que seria resultado final. Aos 65’, Godinho marca um livre por cima. Três minutos depois, uma substituição para cada equipa. No Sacavenense, sai Rodrigo para entrar Tiago Antunes e, no Real, sai Ladeiras para a entrada de Rodrigo. Aos 71’, Dino marca um livre frontal muito por cima. Pouco depois, Tiago Antunes imita o capitão do Real. No minuto seguinte, José Marcos esgota as substituições, trocando Alcides por Luís Carlos. O jogo continuava dividido mas sem surgirem lances de perigo. Aos 87’, Miguel Gonçalves vê o segundo amarelo em três minutos e é expulso. O Sacavenense apostava tudo em chegar à vitória e Diogo cai na área em dois lances com Wilson. O árbitro nada assinalou e os jogadores da casa também não protestaram. Já em período de compensação, Salvador também é expulso por acumulação de amarelos. Nos instantes finais, Bebé consegue escapar da amostragem de amarelo em duas faltas sobre Hélder Monteiro. O jogo terminaria pouco depois, com o central Vilela a jogar inferiorizado nos últimos minutos do jogo. Numa partida bem arbitrada pela equipa dirigida por José Figueiredo, o Real continua sem perder em Sacavém e a Série E da 3ªDivisão mantém o equilíbrio pontual, a duas jornadas do final da primeira volta da 1ªFase.

2 comentários:

Anónimo disse...

Parabéns pelo seu blog, mt enriquecedor para clubes como o real. Infelizmente este real está a viver com grandes dificuldades, financeiramente está muito mal, e grandes problemas estruturais, vamos ver aonde vai chegar este real com tantas e tantas dificuldades e crueldades feitas por pessoas que nada dignificam o clube. abraço

José Ramos disse...

O Real é um clube amador neste momento, um relvado que dá pena ver, em que pais como eu tem a infelicidade de ver os seus filhos a treinar lá, uma vergonha as pessoas que estão á frente deste clube e por onde passaram jogadores como nani, salomao, etc, uma tristeza.