segunda-feira, 21 de Novembro de 2011

Brincar aos sorteios ?

Quando li que o sorteio dos Oitavos-de-Final da Taça também iria definir os Quartos-de-Final, pensei que a FPF quereria poupar um sorteio. Motivos económicos ? Talvez. Desde logo imaginei cenários em que as equipas faziam contas e percebiam que seria preferível não passar aos Quartos-de-Final. Lembre-se que o sorteio de amanhã já estava definido nestes termos e ainda havia equipas da 3ªDivisão em prova. Imaginei um Ribeira Brava-Mirandela nos Oitavos-de-Final emparelhado com o vencedor de um Nacional-Tirsense. Será que o Mirandela teria interesse em derrotar o Ribeira Brava para depois, com elevada probabilidade, voltar à Madeira para defrontar o Nacional ? Quando fiz este comentário a um colega, este disse-me que poderia ver as coisas de outro prisma. Esse prisma seria um em que o emparelhamento para os Quartos-de-Final motivaria os clubes de forma suplementar nos Oitavos. Não sei.


Uma coisa é certa. Sortear uma eliminatória de cada vez é a única forma de evitar qualquer tipo de extrapolação que ponha em causa aquilo que deve ser apenas e só uma eliminatória da prova raínha do futebol português. Fazê-lo da forma como se irá processar o sorteio de amanhã, poderá dar azo a inúmeros cenários que têm pouco de futebol e muito de calculismo de gestão dos clubes em época de tremenda austeridade. Não havia necessidade.

Sem comentários: