sábado, 31 de Março de 2012

Real atropela líder

25/3/2012-Estádio Municipal de Oeiras
3ªDivisão - 1ªJornada da Fase de Subida - Série E
AD OEIRAS - REAL SC 0-4
Arb: Hugo Silva (AF Santarém)
OEIRAS-Rui Santos; Damil, Lima (cap.), Nuno Abreu e Edson; Cuca, Márcio (Patrick 45') e Carlos Alves; Jorge Cordeiro, Piki (Vítor 74') e Nélson (Jean 45')
Tr. Paulo Mendes (PAULINHO)
REAL-André Martins; David Rosa, Araújo, Bruno Lourenço e Paulinho; Dino (cap.), Kikas e Miguel Gonçalves (Michael 67'); Ventura (João Paulo 76'), Caramelo (Ladeiras 82') e Alcides
Tr. João Silva

Após os primeiros cinco minutos em que o Oeiras procurou pegar no jogo sem criar grande perigo, Nélson surge perante André Martins mas remata fraco em direcção às redes, onde Bruno Lourenço alivia sem dificuldade (7'). Depois disso, Piki ainda rematou para defesa do guardião do Real (13'). Quatro minutos depois, surgiu o lance algo fortuito que origina uma grande penalidade contra o Oeiras. Araújo coloca a bola na frente, Miguel Gonçalves cabeceia para as costas dos centrais do Oeiras, surgindo Caramelo a ganhar posição à frente de Lima que puxa o avançado formado no Benfica. O árbitro Hugo Silva (AF Santarém) assinala e mostra o amarelo ao veterano capitão da equipa da casa. Alcides converte para a direita de Rui Santos, abrindo o marcador. O Oeiras nem teve tempo para reagir antes de sofrer o segundo golo. Caramelo é travado por Nuno Abreu do lado direito. Ventura marca o livre, o capitão Dino desvia de cabeça para a entrada de Alcides, também de cabeça, que bate Rui Santos. Estava feito o 0-2 aos 22'. Aos 31', há um remate de Piki para defesa de André Martins mas o lance é precedido de falta de Nuno Abreu sobre Araújo que o árbitro não assinalou. Na jogada seguinte, André Martins marca o pontapé de baliza, Alcides procura desviar de cabeça no grande círculo mas é empurrado por Cuca, a bola bate no solo para voltar a subir e a ser disputada por Caramelo e Lima, com o jovem avançado a levar novamente a melhor e a isolar Ventura que faz um chapéu perfeito a Rui Santos para o 0-3 (32'). A equipa da ADO estava batida e, ainda antes do intervalo, Caramelo ficaria isolado frente a Rui Santos mas o auxiliar assinalou (mal) fora-de-jogo (42').


Ao intervalo, Paulinho troca Márcio e Nélson por Patrick e Jean mas a partida estava decidida. Aos 60', Ventura tira a bola a Patrick, dá para Kikas que coloca a bola nas costas dos centrais do Oeiras, isolando o inevitável Caramelo que, perante Rui Santos, remata sem hipóteses para o guardião da casa. De bola parada, Carlos Alves ainda obrigou André Martins a fazer uma boa defesa aos 66'. Ainda houve tempo para mais um fora-de-jogo duvidoso assinalado a Caramelo, quando este se isolava novamente e a melhor chance do Oeiras, com Patrick a ganhar as costas a Paulinho na área e a rematar cruzado, com André Martins a desviar. Aos 87', o recém entrado João Paulo esteve perto do 0-5 mas o resultado não sofreria alterações.
Num jogo entre as duas equipas da Série E mais fortes em termos técnicos, os destaques vão para a segurança defensiva do Real, apesar de toda a equipa evidenciar imensa saúde numa altura decisiva da época. Impressiona a forma como a equipa demonstra gostar de ter bola. Pouco visto na 3ªDivisão. Do lado do Oeiras, houve menos Piki do que é habitual, muito por culpa de Paulinho, enquanto que o lateral esquerdo Edson foi dos mais inconformados. O árbitro Hugo Silva esteve bem, apesar de nem sempre bem auxiliado nos fora-de-jogo.

Sem comentários: